Visão

Embora os pesquisadores do centro reconheçam a importância dos fatores do lado da oferta na determinação do desenvolvimento, seu pressuposto é o de que a restrição principal está do lado da demanda. Segundo, entendem que o desenvolvimento econômico é um processo de mudança estrutural. Por isso, procuram desenvolver uma Macroeconomia Estruturalista do Desenvolvimento, e realizar pesquisas que deem aos modelos fundamentação empírica. Essa macroeconomia deve servir de base para que cada país de renda média defina sua estratégia nacional de desenvolvimento que crie oportunidades de investimento lucrativo para os empresários através (1) da garantia de um mercado interno em expansão no qual os salários crescem com a produtividade e (2) de uma taxa de câmbio competitiva ao invés de sobreapreciada que assegure o acesso ao mercado externo às empresas competentes internacionalmente. Uma estratégia nacional de desenvolvimento é a instituição fundamental para o desenvolvimento econômico; é um conjunto de políticas e acordos formais e informais através do qual a sociedade busca alcançar o desenvolvimento econômico. Nesse processo, o Estado – instrumento por excelência de ação coletiva da sociedade – deverá ser fiscalmente sadio e administrativamente capaz, porque caberá a ele o papel coordenador e indutor em um processo de desenvolvimento econômico no qual empresas em mercados competitivos terão o papel principal.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede